A FORÇA DA CIDADANIA:   POR FARO, ALGARVE E PORTUGAL

INDEPENDENTES DENUNCIARAM NA ASSEMBLEIA MUNICIPAL "ABANDONO" DO PASSEIO RIBEIRINHO, CARÊNCIAS NA ALAMEDA E OUTROS PROBLEMAS, RECLAMANDO MEDIDAS

Na Sessão da Assembleia Municipal realizada na segunda à noite, os independentes do Grupo Municipal " Salvar Faro, com Coração " abordaram vários aspetos críticos dos espaços verdes e de lazer da Cidade.

Mereceu especial referência o Passeio Ribeirinho inaugurado em 7 de outubro (quase um ano), mas que praticamente foi abandonado pela autarquia: mato a crescer de forma descontrolada; sanitários públicos fechados; falta de segurança; ausência de bebedouros de água; ponte remendada; caminho em mau estado, etc.

 

Também muito importante e sempre denunciado pela Aliança " Salvar Faro" publicamente e na Assembleia da União de Freguesias Sé/ S. Pedro tem sido o abandono e degradação do Jardim da Alameda João de Deus nos últimos três mandatos, com bancos partidos, jardins descuidados, árvores sem tratamento, Wc inoperacionais, falta de segurança, etc. Nos wc(s) há situações degradantes de promiscuidade. Com a realização do BeerFest na Alameda alguns problemas já foram resolvidos, mas é preciso aproveitar e resolvê-los todos, pois é um espaço nobre no coração da Cidade para lazer de crianças e adultos.

Outras questões levantadas foram a retirada do parque infantil do Jardim Manuel Bívar e o corte da ciclovia, desde a rotunda do IPDJ até ao largo S. Francisco, para lugares de estacionamento (que fazem falta), quando há muitas zonas de estacionamento pago que estão vazias e podiam ser de acesso livre.

O que o Grupo Municipal " Salvar Faro, com Coração" reclamou foi mais atenção e brio da autarquia na imagem da Cidade e serviço aos cidadãos, salientando que o rigor orçamental não pode justifica tudo, pois estão em causa situações que envolvem investimentos reduzidos e que se resolvem com empenho, boa gestão e criatividade.

 

Cumprimentos

1.7.2015

Comissão Executiva da Aliança Cívica " Salvar Faro, com Coração "